EDUCAÇÃO

  • Novas escolas

Retomada da obra de construção da Escola Infantil no bairro Canaã. A unidade escolar foi inaugurada em 2019 beneficiando cerca de 250 crianças de zero a cinco anos da região oeste de Uberlândia.

Início do funcionamento de três novas escolas nos residenciais Monte Hebron e Pequis, disponibilizando cerca de 600 vagas para crianças de seis meses a cinco anos.

 

  • Merenda escolar de qualidade

Merenda escolar balanceada e de qualidade com cardápios mais saudáveis, adicionando novos itens como mel, aveia efrutas sazonais. A carne do tipo acém foi substituída por patinho e a paleta suína por pernil, além de ser incluído o peito de frango. A oferta de sucos feitos com polpas naturais passou a fazer parte do dia a dia e os estudantes. Aperfeiçoamento profissional constante com o Curso de Manipuladores de Alimentos, para servidores que trabalham nas cantinas das escolas municipais e entidades parceiras.

As melhorias no cardápio escolar foram reconhecidas pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e dos conselhos municipais de Educação (CME) e de Alimentação Escolar (CAE) reconhecerem os trabalhos e a participação da Prefeitura de Uberlândia na Jornada de Educação Alimentar e Nutricional (EAN).

Em 2020, distribuição dos kits alimentação para crianças cadastradas no Bolsa Família como forma de garantir a segurança alimentar e nutricional dos estudantes da educação básica e fundamental da rede municipal de ensino, distribuição de hortifrútis, ovos e mel.

Em julho do mesmo ano, iniciou-se o planejamento e a abertura dos processos licitatórios da alimentação escolar para 2021. Houve reunião com os agricultores, Secretaria Municipal de Agropecuária e Abastecimento, CAE e PMAE, para apresentação e introdução dos produtos novos para Chamada Pública (leite tipo C, queijo ralado, manteiga de leite, iogurte, batata salsa).

 

  • Aquisição de Kits Escolares

Entre os anos de 2017 e 2019, os itens e uniformes contemplaram os alunos matriculados na rede municipal de ensino com materiais escolares específicos para cada modalidade de ensino. Em 2020, além dos matriculados na rede, os Kits também foram entregues aos alunos das unidades conveniadas.

 

  • Transporte Escolar

A partir de 2017, houve ampliação no número de alunos atendidos de 7.971 para 10.264 alunos em 2018.

A partir do exercício de 2019 foi alterada a forma de contratação, passando a ser através de contratação individualizada e foram atendidos 10.105 alunos. Além disso, aproximadamente 6 mil linhas foram montadas e fiscalizadas com a geração direta de emprego para 211 motoristas por meio de processo de cadastramento individual.

Houve ainda a otimização de 36 rotas do ano de 2018 para 2019, mantendo a qualidade do serviço de transporte e gerando economia para o município.

 

  • Programa Digitando o Futuro

Manutenções nas redes lógicas, instalações de softwares Microsoft Office e manutenções nos computadores dos laboratórios de informática. Além da ampliação da velocidade dos links de internet nas unidades escolares, de acordo com a viabilidade técnica da contratada.

Entre os anos de 2017 e 2018, houve a adesão do Município ao Programa Educação Conectada do Governo Federal.

Já em 2019, após oito anos sem atualização nos computadores dos laboratórios de informática, 53 escolas municipais de ensino fundamental (urbanas e rurais) receberam equipamentos novos. Ao todo foram trocados 1,2 mil CPUs (Unidade Central de Processamento), monitores e estabilizadores, beneficiando 35.775 alunos.

Em 2020, houve a aquisição de 110 (cento e dez) computadores disponibilizados para modernização da secretaria das escolas do Ensino Fundamental e Infantil. Além da implantação da plataforma Google for Education para as escolas do Ensino Fundamental.

 

  • Programa Escola Bem Arrumada

Criado ainda em 2005 para manter as estruturas físicas das escolas municipais em condições ideais para os alunos, pais e profissionais da educação, o programa municipal Escola Bem Arrumada foi retomado em 2017 com manutenções em geral e teve um grande avanço a partir do ano de 2018 até 2020.

No total, foram 11 unidades contempladas de acordo com a autorização dada pela prefeito Odelmo Leão em agosto de 2020: Professora Benedita Pimentel de Ulhôa Rocha, Antonino Martins da Silva, José Marra da Fonseca, Professora Cecy Cardoso Porfírio, Domingas Camin, Hilda Leão Carneiro, Professor Sérgio de Oliveira Marquez, Emei Zacarias Pereira da Silva, Emei Maria Aparecida da Silva, Emei do Bairro Marta Helena e Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe).

Ainda em andamento as seguintes obras: Emei do Bairro Nossa Senhora das Graças, Emei do Bairro Tocantins, Emei Professora Edna Aparecida de Oliveira, Emei Maria Terezinha Cunha Silva, Emei Francisco Bueno Monteiro, Emei Grande Otelo, Emei do Conjunto Alvorada, Professora Gláucia Santos Monteiro, Professor Milton Magalhães Porto (sede), Afrânio Rodrigues da Cunha, Professor Mário Godoy Castanho, Moreno, Sebastiana Silveira Pinto, Hipólita Teresa Eranci, Emei São Francisco de Assis, Emei do Bairro Tubalina e Emei Maria Beatriz Vilela de Oliveira.

Nos últimos anos, foram iniciadas e concluídas as obras nas seguintes unidades: Professora Orlanda Neves Strack, Eugênio Pimentel Arantes, Doutor Gladsen Guerra de Rezende, Professora Stela Maria de Paiva Carrijo, Emei Jornalista Luiz Fernando Quirino, Moreno, Professora Gesimeire Fátima Araújo, Emei Pampulha, Professora Valdemar Firmino de Oliveira, Odilon Custódio Pereira, Emei do Bairro Luizote de Freitas, Professora Maria Regina Arantes Lemes, Professora Maria Leonor de Freitas Barbosa, Boa Vista, Professora Domingos Pimentel de Ulhôa e Sobradinho.

Além de tudo isso, houve obras nas novas coberturas de quadra nas unidades: Professora Maria Leonor de Freitas Barbosa (Presidente Roosevelt), Moreno (Fazenda Tenda do Moreno) Olhos D´Água (comunidade de Olhos D’Água) e Carlos Tucci (Fazenda Cachoeirinha). E ainda, a revitalização de quadras poliesportiva: Olhos D´Água e Professora Maria Leonor de Freitas Barbosa.

 

  • Brinquedos Pedagógicos

Entrega de mais de 4 mil brinquedos e jogos pedagógicos para serem utilizados pelos alunos e professores das escolas municipais. São materiais que contribuem para o desenvolvimento psicológico, físico, social e intelectual das crianças.

 

  • Parceria

Em 2017 parceria com a Net Claro Embratel viabilizou a formação de 51 profissionais e pontos de internet e TV a cabo para 64 escolas.

 

  • Jogos Escolares Municipais

Reativação, em 2017, dos Jogos Escolares Municipais de Uberlândia (Jemu)que havia sido retirado nos últimos anos do calendário escolar.

Os Jemu foram idealizados no primeiro mandato do prefeito Odelmo Leão e sua primeira edição foi no ano de 2005, com a participação de mais de 50 escolas. O campeonato foi incluído no calendário esportivo escolar municipal.

Entre os objetivos dos Jemu destacam-se a promoção da continuidade curricular da disciplina de Educação Física, a realização de intercâmbios sociais entre os participantes, o incentivo da prática esportiva e o incentivo para novos talentos dos esportes, entre outros.

 

  • Olimpíada de Matemática

Mais de 4.500 alunos municipais participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – Nível A. Os estudantes são do quarto e do quinto anos do ensino fundamental e frequentam 29 escolas da rede de ensino da Secretaria Municipal de Educação (SME), que é parceira da iniciativa.A ação é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa); com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM); do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC).

 

  • Novos cursos no Cemepe

Implantação dos cursos de Braile, Sorobã e libras no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe) com objetivo de contribuir para uma sociedade mais inclusiva. As atividades são oferecidas para servidores municipais e comunidade em geral.

 

  • Melhorias no Campus Municipal de Atendimento à Pessoa com Deficiência

Durante a segunda gestão do prefeito Odelmo Leão (2008-2012), o local já havia passado por obras de ampliação, com a construção de salas para atendimentos, banheiros adaptados, uma varanda, revitalização do refeitório e cobertura do quiosque. Com a remodelação no Campus a partir de 2017, foi possível aumentar o número de pessoas atendidas de 60 para 146, com cursos desenvolvidos por meio de Atendimento Especializado (AE) e Atendimento Educacional Especializado (AEE). Foram incluídos serviços de fisioterapia, terapia ocupacional, atividades aquáticas, musicoterapia, massoterapia, expressão corporal, artesanato, jardinagem e horticultura. Também foi reativada a piscina aquecida do local.

 

  • Projeto Inova Escola

Implantação do Projeto Inova Escola no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe). A formação é destinada a pedagogos que se tornam multiplicadores das diretrizes apontadas no curso. As oficinas abrangem detalhes importantes, como inovação de gestão, revisão dos espaços de aprendizagem, utilização de recursos tecnológicos nas práticas educativas, metodologias inovadoras e inclusão do projeto de vida dos estudantes no contexto educacional.

 

  • Caixa Escolar

Em 2018, a prestação de contas da Caixa Escolar passou a ser informatizada, disponibilizada na internet e pode ser acompanhada pela sociedade em geral. Entre as ações de caráter, principalmente, mantenedor e que podem ser feitas com as verbas da Caixa Escolar, consta aquisição de gêneros alimentícios para complementação da alimentação dos alunos, material escolar, livros didáticos e de literatura e material esportivo, entre outros e quando necessário.

 

  • Programa Aprender a Fazer

Implantação do programa ‘Aprender a Fazer’ em parceria com o Sebrae, que promove a capacitação de professores, diretores, pedagogos, coordenadores e inspetores das escolas municipais para que os profissionais possam desenvolver conteúdos relativos aos temas em sala de aula. Dessa forma, temas como empreendedorismo, educação cooperativista e educação financeira passaram a fazer parte da realidade de alunos do ensino fundamental da rede municipal.

 

  • Projeto Escola da Inteligência

Implantação do Projeto Escola da Inteligência em parceria com os Institutos Hortense e Algar. O objetivo é envolver alunos com a metodologia da Inteligência Emocional, desenvolvida pelo escritor Augusto Cury, que visa auxiliar as crianças a compreenderem suas emoções e as diferenças que existem entre as pessoas. O trabalho está sendo feito gratuitamente em escolas municipais.

 

  • Projetos executados em parceria com o 36° Batalhão

– 13º Concurso Literário Estudantil 2017: Concurso com o tema ‘Patriotismo – Orgulho de Ser Brasileiro’ para estimular e incentivar a prática de artes dos alunos da rede municipal em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura.

– Jogos Municipais Escolares 2017: Jogos no interior do batalhão.

– Projeto Pelotão Esperança: Aulas de reforço, atividades física, acompanhamento nutricional, psicológico e social aos alunos da Escola Municipal do Bairro Canaã. Período: de abril a novembro. Apoio de universitários estagiários de nutrição, assistência social e psicologia.

– Projeto Escola da Brasilidade: Objetivo é permitir que, durante toda a semana, alunos da rede municipal participem de atos cívicos (assistência em formatura, canto do hino nacional, dentre outros) e interajam com quartel, com o objetivo de despertar valores de civilidade, cidadania, honestidade, responsabilidade e amor à Pátria.

 

  • Projeto Justiça na Escola

Uma parceria entre a prefeitura e órgãos da Justiça permitiu que uma abordagem dinâmica sobre os desafios do cotidiano escolar seja apresentada aos alunos, pais, professores, diretores e demais servidores da Educação. As unidades da rede municipal de ensino recebem o ‘Justiça na Escola’, projeto itinerante desenvolvido para aproximar a comunidade de instituições do sistema judiciário e tratar temas pertinentes às famílias.

 

  • Programa Escola do Adolescente

Adesão ao Programa Escola do Adolescente (PEA) do Ministério da Educação para atender cerca de 12 mil alunos de 33 escolas municipais. A iniciativa que é inédita e foca diretamente nos estudantes entre o 6º e 9º anos do ensino fundamental.