Unidade de Acolhimento Infantojuvenil ganha espaço mais amplo de atendimento


A Prefeitura de Uberlândia colocou em funcionamento, neste mês de agosto, um novo espaço para atendimento da Unidade de Acolhimento Infatojuvenil, que foca no amparo temporário e cuidados contínuos de saúde direcionado às crianças e aos adolescentes em situação de vulnerabilidade. Em um local mais amplo, com maior acessibilidade e espaços adequados, a equipe multiprofissional aprimorará ainda mais o acolhimento das crianças e jovens com idade entre 10 e 18 anos com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas e em vulnerabilidade social e/ou familiar.

A unidade funciona 24h e tem disponibilidade para até dez leitos. O acompanhamento é em caráter residencial transitório, com tempo de permanência por até seis meses.

O trabalho é desenvolvido por uma equipe multiprofissional que oferece suporte ao adolescente para as articulações nos demais campos da vida (escola, família, etc).  A Unidade de Acolhimento Infatojuvenil é vinculada ao Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Capsi), que faz o atendimento em saúde mental durante a permanência do jovem na unidade.

 

Rede ampla

Por meio da Rede de Atenção em Saúde Mental, a Prefeitura de Uberlândia disponibiliza atendimentos para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas. O acolhimento, realizado por equipes multiprofissionais, ocorrem nas unidades de Atenção Primária à Saúde, que são as portas de entradas preferenciais da rede de saúde, nos cinco Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e nos pronto atendimentos das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), em situações de urgência em saúde mental.

Toda a rede de serviços trabalha de forma articulada, visando que o cuidado com o paciente ocorra mais próximo de sua casa, favorecendo a participação da família e a inclusão social. Para isso, as unidades de saúde trabalham com projetos terapêuticos a partir das características de cada paciente.

Fortalecendo a reabilitação psicossocial, o município conta, ainda, com o Centro de Convivência e Cultura, onde são desenvolvidas ações de socialização e inserção social pela cultura e esporte. Muitas destas ações são realizadas em parcerias interinstitucionais com o intuito de proporcionar a construção de uma vida mais saudável.

 

Fonte: SECOM