Uberlândia volta a ser a 1ª do país em geração de energia fotovoltaica


Com 40,6 megawatts (MW) em potência instalada de energia fotovoltaica, Uberlândia voltou a ocupar o primeiro lugar o ranking nacional de cidades com maior geração de energia elétrica oriunda de fonte solar. De acordo com o relatório publicado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), com base em dados atualizados no mês de julho pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o município está à frente de capitais como Rio de Janeiro (primeira colocada até então), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Teresina (PI) e Belo Horizonte (MG).

O desempenho uberlandense equivalente a quase 1,3% do que é produzido pelo setor no país e cerca de 6,5% do que é originado em Minas Gerais, também o estado com melhor resultado no ranking, com 640,8 MW instalados. A potência instalada no município ainda é quase três vezes superior à registrada em julho de 2019, quando era de 14,8 MW, e 36,2% maior que a distribuída em junho deste ano (em torno de 30 MW).

O ranking da Absolar considera a geração de energia solar por micro e minigeração distribuída. Segundo a Aneel, a microgeração distribuída corresponde à central geradora de energia elétrica, com potência instalada menor ou igual a 75 quilowatts (kW), conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras. Já a minigeração distribuição diz respeito a unidades com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 5 MW. No Brasil, a potência desses dois tipos de centrais já soma 3.204,1 MW.

Conforme dados da Aneel, atualizados até esta terça-feira (11), a potência instalada em Uberlândia está presente em 2.675 unidades geradoras de energia distribuída, com 3.323 unidades consumidoras beneficiadas.

Mais informações: http://www.absolar.org.br/infografico-absolar.html

 

Fonte: SECOM