Uberlândia: foco na reconstrução e projetos para o futuro


Sustentabilidade, geração de emprego e renda, universalização do saneamento básico, melhoria da mobilidade urbana, uso de fontes energéticas renováveis, serviços inteligentes e muitos outros desafios são perseguidos pelas cidades no intuito de garantir desenvolvimento com qualidade de vida à população. Focada na importância destas questões, Uberlândia completa seus 130 anos, neste dia 31 de agosto, com a certeza de que tem enfrentado as demandas e desafios do presente ao mesmo tempo em que está sendo preparada para o futuro. São vários os projetos desenvolvidos pela Administração Municipal que, na prática, retomam as características que sempre a posicionaram como uma cidade de vanguarda, dinâmica, referência nacional e como uma das cinco do mundo cresce com sustentabilidade, como reconheceu uma vez a ONU-Habitat em 2010.

Um dos projetos prioritários em andamento vai garantir o fornecimento de água tratada, pelos próximos 50 anos, para até 3 milhões de pessoas em Uberlândia. Trata-se da construção do Sistema de Produção de Água Capim Branco, terceiro ponto de captação da cidade e a maior obra de saneamento básico do Brasil no momento. A Administração Municipal também deu início a um plano que marca, pela primeira vez na história local, a adoção do modelo de Parceria Público-Privada (PPP) para modernizar a cidade. Inicialmente, são tratativas para escolher empresa que irá remodelar a infraestrutura de iluminação pública da cidade por meio da implantação de luminárias de LED (até 75% mais econômicas que lâmpadas a vapor de sódio) nos cerca de 84 mil pontos de iluminação. Uma mudança que também deixará a cidade tecnologicamente preparada para levar de forma fácil aos bairros, futuramente, outros serviços como internet sem fio e videomonitoramento.

Ações nas áreas de inovação, considerada um dos novos pilares econômicos do mundo, também têm sido desenvolvidas. Para garantir que a cidade se consolide como centro de negócios globais, o Município reduziu a alíquota do ISS de 3% para 2% para empresas de base tecnológica com intuito de melhorar a competitividade daqui para frente, retomou o projeto do Pólo Tecnológico Sul, que vai abrigar empreendimentos tecnológicos avançados, e tem difundido o setor sendo palco e sediando eventos importantes, como o Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities). Somam-se a isto os esforços para internacionalizar a cidade, que resultou no primeiro acordo bilateral de uma cidade mineira com o Reino Unido.

“São todos projetos concebidos, logicamente, para garantir o futuro da nossa população. Mas é importante destacar que só pudemos dar andamento a eles graças ao trabalho permanente para reconstruir Uberlândia e solucionar os desafios do presente. Estamos focados na retomada do equilíbrio financeiro e na recuperação das áreas essenciais, garantindo os serviços e atendimentos na Saúde, na Educação e no setor Social. Isso significa que, mesmo diante das dificuldades, uma vez que há dívidas herdadas e o Governo de Minas não tem repassado recursos de direito do Município, estamos empenhados em proporcionar o ambiente mais estável possível para que trabalhadores, investidores e servidores municipais possam viver e trabalhar”, explicou o prefeito Odelmo Leão.

Modernização pública e parceria civil em prol da excelência dos serviços

Preparar a gestão pública para os tempos modernos é uma das preocupações da Prefeitura de Uberlândia. Por meio do programa Gestão Total – implantando sob determinação do prefeito Odelmo Leão para melhorar ainda mais a eficiência e retomar credibilidade do Executivo -, uma série de informatizações nos serviços da administração têm sido implantadas (como o agendamento online para a Plataforma de Atendimento e o Portal de Negociação). Foi iniciado também um processo de ampliação das parcerias com o terceiro setor (entidades conveniadas sem fins lucrativos). Modelo que se apresenta como uma das alternativas cada vez mais presentes e mais produtivas para assegurar a ampliação e qualidade dos serviços essenciais aos moradores ao longo dos anos, sobretudo, na Educação e na Saúde.

Um dos exemplos de sucesso é a parceria realizada pelo Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro junto à Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). A unidade já foi considerada pela revista Exame como um dos 34 hospitais públicos de excelência no Brasil. Para assegurar que continue sendo referência, o hospital está em constante ampliação, em conformidade com as necessidades da população, por meio da atuação conjunta. Ações iniciadas no ano passado como a reabertura de leitos de internação, o conserto de vários equipamentos e a expansão na oferta de atendimentos confirmam a evolução. A unidade pôde começar a realizar procedimentos oncológicos e ortopédicos, por exemplo. Entretanto, o grande avanço se concretizou com o início da realização de cirurgias cardíacas, além da possibilidade de fazer cateterismos e angioplastias em parceria com a Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Mais de 70 cateterismos e 10 angioplastias foram realizados com sucesso nos últimos dias.

Mobilidade urbana, sustentabilidade e eficiência energética

O Município contabiliza avanços no intuito de solucionar algumas demandas da sociedade que crescem exponencialmente, como o deslocamento urbano e o consumo de energia. Neste ano, por exemplo, foi posto em operação o segundo Bus Rapid Transit (BRT): o Corredor Estrutural Leste e o Terminal Novo Mundo sobre a avenida Segismundo Pereira. O projeto faz parte do programa Uberlândia Integrada, que prevê ainda a construção de outros três terminais (Dona Zulmira, Jardins e Universitário) no município, beneficiando os mais de 4,6 milhões de passageiros mensais do transporte público local. Em outra frente, a gestão trabalha permanentemente para renovar a frota de ônibus, sendo possível já entregar 30 novos veículos. Mais 72 serão entregues até fim do ano (totalizando 102 novos coletivos), dos quais 8 são elétricos, tornando a cidade a primeira do Brasil a ter ônibus de energia limpa operando de forma permanente.

Ainda dentro do conceito de mobilidade, a prefeitura está finalizando junto ao Ministério das Cidades um projeto para a realização de diversas intervenções viárias na cidade. A proposta do Uberlândia Integrada 2 pretende resolver os principais gargalos da cidade para garantir fluidez no trânsito por longo tempo e, sobretudo, beneficiar as rotas do transporte público. Projetos em curso para implantar travessias elevadas pelas vias da cidade e instalar abrigos de ônibus cobertos e modernos também merecem destaque. Por outro lado, Uberlândia conta com atuações para diversificar a matriz energética. Destaca-se o fato de ter sido a primeira do interior do país a inaugurar primeira planta energética de biogás (em 2012) e de ter a 3ª maior quantidade de ligações de energias fotovoltaicas (solar) do Brasil recentemente, segundo a Aneel.

Morar bem e com qualidade pelo ‘Tchau Aluguel’

Neste ano, também foi retomado o Programa ‘Tchau Aluguel’ em Uberlândia em parceria com a Caixa Econômica Federal. O programa habitacional próprio da cidade vai atuar para garantir um dos direitos constitucionais da população. Mais de 3,5 mil novas habitações serão construídas nesta primeira etapa da retomada, cujos trâmites burocráticos já estão em andamento, com o objetivo de atender famílias com renda até R$ 2,6 mil (o equivalente a aproximadamente três salários mínimos).  Os beneficiados serão aqueles que já estavam devidamente cadastrados e aguardando na lista do Município.

Novo Agro é o agronegócio do amanhã

Pólo tradicional de produção agrícola de grande escala, sobretudo de cultivos ligados aos grãos (soja, sorgo, dentre outros), Uberlândia conta com um plano pioneiro no Brasil que pretende dar protagonismo e fortalecer os demais eixos do agronegócio. O Programa Municipal de Desenvolvimento de Novos Negócios Rurais (Novo Agro) é desenvolvido e amparado por cinco pilares: agricultura de pequeno porte, agroecologia, aquicultura, turismo rural e resgate da gastronomia de identidade local. Lançado em 2017, a iniciativa beneficiou, até então, mais de 2 mil produtores rurais destes setores por meio de uma série de atividades de apoio e incentivo.

Pelo menos R$ 600 milhões de investimentos em Uberlândia

A intermediação e captação de novos investimentos para fortalecer cada vez mais a diversificada economia local, ampliando as oportunidades de emprego e renda, tem sido umas diretrizes essenciais de trabalho da Prefeitura de Uberlândia. De 2017 até o momento, o Município foi capaz auxiliar na atração de ao menos R$600 milhões em novos investimentos de grande porte. Dentre as principais conquistas anunciadas, estão os R$150 milhões para o desenvolvimento de novos projetos da Cargill, os R$100 milhões para expansão das atividades da Souza Cruz, os R$50 milhões relativos à transferência da sede da fintech Social Bank para Uberlândia e os mais de R$30 milhões para a construção de novas unidades supermercadistas (Grupo Bahamas e Grupo Kamel Megamix). Notório também foi a escolha da cidade para sediar, em breve, a nova fábrica de laticínios da Polenghi, marca do grupo francês Savencia Fromage e Dairy.

Uma cidade que oferece ainda entretenimento, cultura e qualidade de vida

Tão importante quanto projetos de infraestrutura para a prosperidade econômica e social de uma cidade são os esforços promovidos para dar qualidade de vida à população também por meio do esporte, da cultura e do entretenimento. Esse é o entendimento da Administração Municipal, que considera imprescindível que a cidade cresça de forma sustentável, fornecendo ferramentas que promovam esse equilíbrio.

Várias ações neste sentido foram iniciadas. Dentre elas, a retomada das obras do Parque Aquático Municipal e a entrega do Centro de Iniciação Esportiva (CIE) para modalidades olímpicas e paralímpicas. São equipamentos que vão atender jovens, poderão revelar atletas de alto rendimento e sediarão eventos nacionais e internacionais. Outra medida é a difusão e o fortalecimento da cultura local, com eventos unindo entretenimento e gastronomia local por meio dos programas Novo Agro e de Fomento ao Setor Cervejeiro (que também proporcionou a regularização de microcervejeiros). Por fim, ressaltam-se os trabalhos para captação de eventos nacionais e internacionais. A cidade foi, neste ano, a única do Brasil a sediar uma das etapas do 5º Prêmio de Dança e Seletiva Youth America Grand Prix (YAGP), que se conclui anualmente em Nova York, por exemplo.