Home / Notícias / Uberlândia é 1º lugar em ações pela saúde do idoso da Região Sudeste

Uberlândia é 1º lugar em ações pela saúde do idoso da Região Sudeste


As políticas de acolhimento e acompanhamento junto às pessoas com mais de 60 anos de idade, desenvolvidas pela Prefeitura de Uberlândia, acabam de conquistar um importante reconhecimento. Devido ao trabalho desempenhado na adesão ao projeto “Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa” (Ebapi), o Ministério da Cidadania, por meio do Departamento de Atenção ao Idoso, concedeu ao Município o troféu de 1º lugar de destaque da Região Sudeste do país na dimensão “Saúde, Apoio e Cuidado”. (Confira aqui)

A homenagem se dá em meio às ações da Organização da Rede Municipal de Atenção à Saúde e Cuidado da Pessoa Idosa. A rede é gerida pela Secretaria Municipal de Saúde e, dentro do Comitê Gestor Intersetorial, conta com o apoio do Conselho Municipal do Idoso e representantes das secretarias de Educação, Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Planejamento Urbano e Trânsito e Transporte. O objetivo é desenvolver um plano de ação que atenda a população idosa da cidade em todas as suas necessidades, passando por saúde, mobilidade, lazer e educação.

Uberlândia se destacou na dimensão “Saúde, Apoio e Cuidado” ao concorrer com outras 176 experiências válidas apresentadas por 124 municípios brasileiros. O resultado saiu após análise do Mapeamento de Boas Práticas em Ações para a Melhoria da Qualidade de Vida da Pessoa Idosa, realizado pelo Governo Federal entre 22 de dezembro de 2019 e 20 de fevereiro deste ano. Originalidade das ações, trabalho intersetorial, apresentação de estratégias replicáveis e o fato de ter como público-alvo a população do Cadastro Único para Programas Sociais foram algumas das características consideradas.

‘Uberlândia Amiga do Idoso’

Desde o início de 2017, a Prefeitura tem trabalho para que Uberlândia se torne realmente uma “Cidade Amiga do Idoso” e, com a criação, do Ebapi, foi intensificado o mapeamento de quem são as pessoas com mais de 60 anos na cidade. Com a consultoria do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), as capacitações permanentes dos profissionais de saúde e a utilização do IVCF-20 (Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional), foi possível fazer a estratificação de risco de vulnerabilidade clínico-funcional dos idosos, permitindo que esse público passasse a ser enxergado dentro de todo o contexto em que está inserido (clínico, social e cultural).

E essa abordagem integral da saúde do idoso já mostra resultados práticos, uma vez que, neste momento de enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19), facilitou a adoção de várias ações, entre as quais está o desenvolvimento de estratégias de vacinação que preservassem os essas pessoas de ambientes de contágio.

Além de contarem com um setor específico dentro da Secretaria de Saúde para acompanhamento médico e de qualidade de vida (a Rede Temática da Saúde do Idoso), as pessoas com mais de 60 anos de Uberlândia também têm acesso a serviços especiais em diversos outros setores, como os Centros Educacionais de Assistência Integrada do Idoso (Ceais)- que beneficiam quase 12 mil idosos e, agora, com o período de enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) oferecem videoaulas que incentivam a prática de atividades em casa.

Estratégia ‘Brasil Amigo da Pessoa Idosa’.

Elaborada pelo Governo Federal, com o apoio técnico da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), a Estratégia “Brasil Amigo da Pessoa Idosa” é um conjunto de iniciativas que têm por objetivo melhorar a qualidade de vida de pessoas com mais de 60 anos e, consequentemente, de cidadãos de todas as faixas etárias. Por meio da estratégia, o Governo Federal incentiva as cidades a promoverem ações destinadas ao envelhecimento ativo, saudável, sustentável e cidadão da população, principalmente das pessoas mais vulneráveis.

Dividida em etapas, a Ebapi vai desde a adesão dos municípios, com a criação de conselhos e realização de diagnósticos, até a elaboração de planos municipais e de legislação que apoiem a execução das ações voltadas para um envelhecimento saudável da população local.

Fonte: SECOM


Publicado em: 16/06/20
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

  • Acompanhe