Home / Notícias / Uberlândia amplia testagem para Covid-19 e taxa já é 20 vezes maior que a do Estado de Minas Gerais, e outros 24 estados e o Distrito Federal

Uberlândia amplia testagem para Covid-19 e taxa já é 20 vezes maior que a do Estado de Minas Gerais, e outros 24 estados e o Distrito Federal


Seguindo as medidas de sucesso de países que tiveram melhor controle do novo coronavírus (Covid-19), ampliamos cada vez mais a capacidade de testagem, o que tornou a cidade em uma das que mais realizam exames do tipo no Brasil. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica Municipal (Vigep), aplicamos em média de 3.055 testes para cada 100 mil habitantes. A taxa supera 24 estados e o Distrito Federal – só em relação a Minas Gerais é 20 vezes maior, pois a média do Estado está em 155 por 100 mil habitantes -, considerando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e respectivas secretarias estaduais de Saúde.

A testagem da população é importante para tornar mais eficiente o mapeamento da Covid-19 e, assim, adotar políticas mais eficazes de enfrentamento da doença. “Uberlândia, atualmente, testa mais que a média vista em mais do que outros 20 estados brasileiros. É isso mesmo. Isso nos mostra que, ao testar, sabemos onde estão os casos positivos, fazendo o seu isolamento pelos 14 dias necessários e ainda rastreamos e testamos os contatos diretos (quem mora no mesmo domicílio), evitando a disseminação do vírus. Outro fator mostra a real letalidade da doença, que hoje é de 1,49% no município. Muitos estão assustados com a quantidade de casos, porém isso só acontece pois somos responsáveis e estamos empenhados em descobrir a real situação da cidade, para melhor cuidar da nossa gente”, Odelmo Leão.

Em decorrência do trabalho mais eficiente na identificação de casos confirmados do novo coronavírus, conseguimos reduzir o índice de letalidade da doença, que caiu de 1,6% recentemente para 1,49% atualmente. No Brasil, esse parâmetro está em 4,6%. Contudo, a situação local ainda preocupa e, para que as políticas surtam efeito, é preciso que toda a população colabore, fazendo cada um a sua parte.

Nesta semana, a taxa de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 97%, somando-se redes pública e privada, com 144 confirmações nas últimas 24h. São, ao todo, 5.684 casos positivos na cidade, que ainda tem 85 óbitos confirmados e outros quatro suspeitos. Há 230 pessoas aguardando o resultado de exames.

Segundo o secretário municipal de Saúde, apesar dos esforços empenhados pelo Município e uma situação mais promissora em relação ao país e mesmo ao Estado, é essencial que a disseminação do vírus fique mais lenta para que consigamos oferecer atendimento médico adequado a todos. “O prefeito autorizou a ampliação de leitos, além dos 30 leitos que já abrimos no anexo do Hospital Municipal (antigo Santa Catarina). Também, por recomendação do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19, restrições foram impostas à abertura do comércio. Precisamos chegar a uma taxa de isolamento de pelo menos 50% para que a segurança e a saúde de todos sejam mantidas”, salientou o secretário.

 

Fonte: SECOM


Publicado em: 25/06/20
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

  • Acompanhe