Testagem para Covid-19 em Uberlândia é 17 vezes maior que a do Estado


O enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) tem mobilizado a Prefeitura de Uberlândia a reforçar o trabalho em todas as frentes no intuito de garantir a saúde e a segurança da população. Parte dessa mobilização está na busca e aplicação de recursos para promover a testagem do maior número possível de pessoas, o que tornou a cidade uma das que mais testa no Brasil, seguindo as medidas de sucesso de países que tiveram melhor controle da doença. Nesta segunda (13), conforme dados da Vigilância Epidemiológica Municipal (Vigep), o Município alcançou a média de 2.264 testes aplicados para cada 100 mil habitantes – taxa 17 vezes superior à do Estado de Minas, cujas testagens estão em 136 por 100 mil habitantes.

“O Município tem adquirido testes rápidos no intuito de ampliar a nossa capacidade de testagem e resposta à doença, uma vez que o indivíduo pode estar com o vírus e não apresentar sintomas. Além do isolamento social, os testes são um importante aliado para pensarmos políticas que reduzam o potencial de disseminação do Covid-19. É claro que a ampliação do número de testes impacta diretamente no aumento de número de casos identificados. Por um lado, mostra que a população precisa aderir mais às ações de prevenção (evitar sair de casa, dentro das possibilidades, e reforçar medidas sanitárias, como a higienização constante das mãos e o uso de máscara). Por outro, que estamos conseguindo localizar o Covid-19 e tratar o foco de disseminação”, explica o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues.

Em decorrência do trabalho mais eficiente na identificação de casos confirmados do novo coronavírus, Uberlândia tem conseguido reduzir o índice de letalidade da doença, que caiu para baixo de 2% chegando a 1,63%. No Brasil, esse parâmetro é de 5%.

“Apesar dos esforços empenhados pelo Município e uma situação mais promissora em relação ao país e mesmo ao Estado, é preciso ficarmos atentos porque é urgente o achatamento da curva de contaminação. Na rede municipal, temos atualmente 29 leitos de UTI criados exclusivamente para tratar dos casos mais graves da doença- abrimos nove leitos novos apenas nesta sexta-feira (12), e ainda assim, considerando todos os leitos disponíveis na Rede Pública Municipal, nossa taxa de ocupação hoje está em 94%. O prefeito autorizou a abertura de mais dez leitos. No entanto, é essencial que a disseminação do vírus fique mais lenta para que consigamos oferecer atendimento médico adequado a todos”, salientou o secretário.

Nas últimas 24h, o número de casos confirmados para Covid-19 na cidade ficou em 85, totalizando o registro de 3.855 pessoas no município com a doença. Até este sábado (13), Uberlândia conta com 11.722 casos descartados, 63 óbitos confirmados e outros sete sob suspeita. Há 314moradores considerados suspeitos para doença e 708 pessoas recuperadas. Atualmente, 143pacientes encontram-se internados, somando-se redes pública e privada.

Fonte: SECOM