Home / Notícias / Sala de hemodinâmica no Hospital Municipal é inaugurada

Sala de hemodinâmica no Hospital Municipal é inaugurada


Graças aos esforços da gestão municipal, os procedimentos de cardiologia oferecidos pela Prefeitura de Uberlândia ganharam um importante reforço. Na manhã deste domingo (28), a Prefeitura inaugurou a sala de hemodinâmica do Hospital e Maternidade Municipal Doutor Odelmo Leão Carneiro. O local recebeu o nome de Dr. Miron Menezes – uma homenagem ao primeiro cardiologista na cidade e região. Obedecendo as recomendações de distanciamento social, a solenidade foi transmitida pelas redes sociais da Prefeitura.

O equipamento permite a realização dos exames de cateterismo, arteriografia e angioplastia. A expectativa é que sejam feitos, por mês, cerca de 200 procedimentos de cateterismo e arteriografia e 40 angioplastias. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha, neste momento da pandemia da Covid-19, serão feitos apenas os casos de absoluta urgência.

“A realização destes exames pode gerar complicações levando o paciente ao leito de UTI. Nosso foco neste momento é a Covid-19 e disponibilizar leitos para as pessoas. Então, serão feitos os casos urgentes, os possíveis de aguardar acontecerão após a pandemia. Agora, temos que direcionar nosso trabalho no combate desta doença”.

A alta demanda destes procedimentos de alta complexidade sempre foi uma preocupação da administração atual, já que o único prestador de serviço credenciado pelo Ministério da Saúde – o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) – não estava conseguindo atender a necessidade do município.

Por isso, em 2018, a Prefeitura de Uberlândia deu início à realização das cirurgias cardíacas simples no Hospital Municipal. No ano seguinte, com recurso autorizado pelo Governo Federal, iniciou o processo de compra do aparelho de hemodinâmica e reforma do local onde seria instalado. Ações que representam um grande passo para o credenciamento junto ao Ministério da Saúde. Com o credenciamento, o município passa a receber recursos federais que garantirão a continuidade do atendimento à população. De acordo com o secretário, o processo está em andamento.

Adaptação estrutural

Para a instalação do equipamento, foi necessário reformar um cômodo do Hospital Municipal, que passou por adequações estruturais, como proteção das paredes contra a radiação, instalação de portas de chumbo, troca de piso e alterações na parte elétrica. A sala do sistema de hemodinâmica foi dividida em três áreas: sala de exames e procedimentos cirúrgicos (onde ficará o equipamento), setor de comando (onde permanecem os técnicos que auxiliam os médicos) e área técnica, para abrigar os painéis elétricos. Além disso, também foi necessário reformar outro espaço para abrigar a sala de recuperação pós-anestésica.

O trabalho estrutural foi feito pela empresa Lok Service Tecnologia Eireli, vencedora da licitação. Para a obra e a compra do aparelho, a Prefeitura de Uberlândia, com recursos da Secretaria Municipal de Saúde e do Ministério da Saúde, investiu aproximadamente R$ 4 milhões. Com o início dos procedimentos de angiologia, cateterismo e arteriografia, a expectativa é de que a população tenha o acesso mais rápido aos exames, que são de extrema importância para salvar vidas, já que as doenças cardiovasculares são as que mais matam no mundo.

Fonte: SECOM


Publicado em: 29/06/20
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

  • Acompanhe