Procon se reúne com supermercadistas para encontrar soluções sobre aumento dos preços


Nas últimas semanas, o preço de produtos que compõem a cesta básica do brasileiro registrou um aumento significativo. Elementos como entressafra, alta do dólar, insumos agropecuários mais caros e exportação vantajosa têm contribuído para a baixa oferta do produto no Brasil, consequentemente, alta dos preços.

Preocupada com esse cenário, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Uberlândia se reuniu virtualmente na quarta-feira (9) com a Associação Mineira dos Supermercados (Amis) e representantes de aproximadamente 40 supermercados. O Procon propôs solidariedade junto ao setor, na busca por uma solução ao recente cenário que vem afetando a capacidade de consumo da população.

O setor supermercadista pediu prazo de até sexta-feira (11) para apresentar eventuais soluções. Ainda na tarde de sexta, está prevista uma nova reunião sobre o tema. Para o superintendente do Procon, Egmar Ferraz, uma possibilidade de redução nos preços seria importante devido ao momento atual.

“Sinalizar à sociedade com a redução de preços é um ato de solidariedade neste período de pandemia pelo qual o país está passando, mesmo que para isso precise temporariamente abrir mão das margens de lucro destes produtos. Nesse contexto, o Procon segue ao lado dos consumidores, buscando sempre representar seus direitos e necessidades”, destacou o superintendente.

 

Fonte: SECOM