Home / Notícias / Prefeito Odelmo Leão recebe convocados para Jogos Paralímpicos de Tóquio

Prefeito Odelmo Leão recebe convocados para Jogos Paralímpicos de Tóquio


O prefeito Odelmo Leão recebeu, nesta terça-feira (27), os representantes de Uberlândia nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, competição que acontecerá entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro. Os paratletas, treinadores, assistentes esportivos e demais pessoas foram recepcionados no Auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo.

“A cidade tem muito orgulho dos paratletas, não apenas pela convocação, mas pela história de vida de cada um. Tenho muita admiração por todos e fiz questão de reuni-los antes da viagem para Tóquio para desejar boa sorte e lembrá-los que Uberlândia estará junto com eles em todos os momentos, na torcida pelas tão sonhadas medalhas. A Prefeitura sabe da importância do paradesporto para a cidade e, por isso, faz constantes investimentos nessa área. O resultado é esse: Uberlândia é a cidade mineira com o maior número de paratletas na delegação brasileira”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

Na oportunidade, o diretor geral da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), Edson Zanatta, falou sobre o trabalho desenvolvido junto ao paradesporto.

“Mesmo durante a pandemia da Covid-19, os treinos dos paratletas de alto rendimento não foram interrompidos, pois sabíamos que uma eventual paralisação poderia comprometer suas chances de classificação para os Jogos Paralímpicos. É importante destacar, no entanto, que os treinos foram realizados com todos os cuidados preventivos necessários”, lembrou Zanatta.

 

Convocados

Das associações parceiras da Futel, os convocados foram Lara Lima (halterofilismo), Mateus Carvalho (bocha), Oscar Carvalho (assistente esportivo de bocha), Jovanna Costa (assistente esportiva de bocha), Weverton Santos (treinador da seleção brasileira de halterofilismo) e Vander Fagundes (fisioterapeuta), todos da equipe CDDU/Futel, e ainda Rodrigo Parreira (atletismo), da Aparu/Futel.

Do Praia Clube, os convocados foram o tenista Gustavo Carneiro, os nadadores Gabriel Bandeira, Gabriel Melone, João Pedro de Oliveira, Laila Suzigan, Ruan Felipe de Souza e Vanilton do Nascimento Filho e o treinador Alexandre Vieira. Também de Uberlândia, estão na delegação brasileira o chefe de missão, professor Alberto Martins da Costa, e o coordenador técnico de halterofilismo, Silvio Soares dos Santos.

 

Estrutura de apoio aos paratletas

A Futel disponibiliza estrutura, treinadores e fisioterapeuta aos paratletas de alto rendimento da CDDU e da Aparu. Os treinos do halterofilismo são realizados na academia do UTC; os da bocha no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) e os do atletismo no Sesi Gravatás e no CIE. Os treinadores são os profissionais de educação física da Futel, Weverton Santos (halterofilismo), Glênio Fernandes (bocha) e Leandro Garcia (atletismo).

 

Expectativa

Com apenas 18 anos, a paratleta Lara Lima será a mais jovem atleta do halterofilismo entre todas as delegações desta edição dos Jogos Paralímpicos. “Tive uma preparação intensa durante anos para que chegasse esse momento, em que fui convocada pela primeira vez para os Jogos Paralímpicos. Estou muito feliz, focada e espero voltar para Uberlândia com uma medalha”, disse.

Mateus Carvalho, da bocha, também estará pela primeira vez na competição. “As expectativas são as melhores, pois mesmo com a pandemia pude treinar bastante em Uberlândia, graças à Futel, e também estive em cinco treinos da seleção brasileira de bocha paralímpica, o que faz toda a diferença”, ressaltou.

Rodrigo Parreira, do atletismo, espera voltar para Uberlândia com medalhas, assim como ocorreu nos Jogos Paralímpicos do Rio, em 2016, quando conquistou prata no salto em distância e bronze nos 100 metros rasos. “Participarei novamente dessas duas provas e estou bastante confiante, pois acredito que tenho grandes chances de chegar novamente ao pódio”, enfatizou.

 

Delegação

A delegação brasileira tem 253 atletas, além de comissão técnica, médica e administrativa e será chefiada pelo uberlandense e ex-diretor geral da Futel, Alberto Martins da Costa. Esta será a maior missão nacional paralímpica fora do país. A modalidade com o maior número de atletas é o atletismo com 64 atletas e 18 atletas-guia. A natação será a segunda modalidade com o maior número de representantes, com 35 nadadores.

 

Fonte: SECOM


Publicado em: 28/07/21
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

    • Acompanhe