Prédio do Museu Municipal está com 33% da revitalização finalizada


A revitalização do “Palácio dos Leões”, prédio histórico que abriga o Museu Municipal, continua avançando. O projeto é executado pela  empresa vencedora da licitação, Elismário Pereira Moreira-EPP, e acompanhado pelas secretarias municipais de Obras e Cultura, seguindo especificações do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Cultural de Uberlândia (Comphac). Com as restaurações em fase de finalização e a pintura externa e externa em andamento, 33% da obra já está concluída.

Uma das mais importantes estruturas arquitetônicas da cidade, a atual sede do museu foi inaugurada em 1917 para abrigar o Paço Municipal, que na época era formado pela Prefeitura e a Câmara de Vereadores. O prédio foi projetado pelo empreiteiro e construtor Cipriano Del Fávero e se tornou o espaço do Museu Municipal na década de 1990.

O projeto de revitalização agora em andamento inclui restauro das esquadrias de portas e janelas, reparos elétrico e hidráulico, modernização do elevador, pintura, restauro de pisos, melhoria do calçamento externo, desobstrução de calhas, entre outros. Tudo para garantir que o imóvel continue em condições de cumprir com o seu papel de contar a história e preservar a memória de Uberlândia.

 

Preservando memórias

Dividido em 11 categorias, o acervo do Museu abrange os mais diversos segmentos de cultura e tradições uberlandenses, com itens de transporte, comunicação, armas e objetos pessoais, entre outros. O local é palco de exposições de longa duração, contando a história de formação da cidade, e também recebe exposições temporária. Há ainda uma exposição permanente, que trata do período em que a Câmara Municipal ficou ali instalada.

Grande parte das peças foi comprada pela Prefeitura em 1984 da coleção de um morador da cidade, Argemiro Costa. O acervo vem sendo complementado ainda com doações da população. Parte dos itens fica no antigo prédio da Biblioteca Municipal Juscelino Kubistchek, na Praça Cícero Macedo, 19, no bairro Fundinho.

 

Fonte: SECOM