Novo Sine realiza 2,6 mil atendimentos em seu primeiro mês de funcionamento


Prestes a completar um mês de funcionamento na próxima quinta-feira (24), o novo Sistema Nacional de Emprego (Sine) já beneficiou milhares de pessoas. Após um acordo de cooperação com o Governo de Minas, o equipamento passou a ser administrado pela Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth).

Desde o dia 24 de agosto, 2.662 atendimentos foram realizados. Destes, 1.197 foram para as pessoas que buscam trabalho, 143 para aqueles que precisam solicitar o seguro desemprego e 1.322 para empregadores. Em relação às vagas captadas, o número foi de 1.210.

Com a mudança na administração, a sede do Sine passou a ser no Centro Profissionalizante do bairro Lagoinha, localizado na rua São Francisco de Assis, nº 1.070. Além de um local mais amplo, a proximidade com corredor de ônibus da avenida João Naves de Ávila garante mais agilidade e comodidade no acesso.

Maxwell Gomes foi ao espaço nesta terça-feira (22) e encontrou a oportunidade que precisava. “Eu tinha um emprego formal, mas fui demitido há 15 dias. Hoje eu saio daqui com três cartas de recomendação e com a esperança de que vou voltar a trabalhar em breve”, disse. Com a ampla estrutura oferecida, alguns empregadores aproveitam o espaço do Centro Profissionalizante para já realizar o processo de seleção. Iniciativa que garante mais rapidez na contratação.

O Sine funciona de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 17h. Para oferecer um serviço de qualidade, a Sedesth disponibilizou equipamentos, infraestrutura, contratou e capacitou 12 servidores. Consciente da importância da prevenção ao novo coronavírus, todas as medidas de segurança estão sendo tomadas, como por exemplo, o distanciamento entre as pessoas, aferição de temperatura corporal, fornecimento de álcool em gel e higienização de todos os espaços e equipamentos.

 

Atuação em benefício do trabalhador

O Sine presta orientação profissional e intermediação da mão de obra, visando inserir ou recolocar o trabalhador no mercado de trabalho de maneira ágil e minimizando eventuais impactos sociais causados pelo desemprego. Busca também melhorar o acesso do empregador aos trabalhadores, facilitando a seleção de seus futuros colaboradores.

Outro segmento de atuação envolve as requisições de seguro desemprego e Carteira de Trabalho. Quem estiver sem emprego e buscar atendimento preencherá um cadastro no qual apresentará sua qualificação profissional e experiência. Em um sistema integrado, os servidores farão pesquisas diárias em busca de uma vaga compatível.

Por fim, outra importante atuação envolverá o encaminhamento de profissionais à ampla rede de capacitação oferecida pelo município nos cinco Centros Profissionalizantes e na Estação da Juventude, aprimorando as suas habilidades e aumentando as chances de conseguir um vínculo empregatício.

 

Fonte: SECOM