Medicamentos para tratamento da Covid-19 são recebidos pelo Prefeito Odelmo Leão


Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Uberlândia tem atuado em diferentes áreas para combater a proliferação do coronavírus e tratar os pacientes. Para auxiliar nesses esforços, o prefeito Odelmo Leão recebeu da Unimed Uberlândia, nesta segunda-feira (20), um lote com 130 mil comprimidos de Hidroxicloroquina, Azitromicina e Ivermectina. As doses estarão disponíveis nas farmácias da rede municipal para fornecimento gratuito a pacientes que têm receitas obtidas tanto no atendimento público quanto no privado.

“Temos percebido a iniciativa privada muito parceira do município nesses últimos meses, contribuindo em diversas áreas para vencermos esse desafio. Esse é um momento de unirmos esforços. Portanto, em nome do povo de Uberlândia, agradeço à Unimed e peço a cada um que continue fazendo a sua parte na prevenção. Lembrando também que todo medicamento só será fornecido mediante indicação médica”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

A cerimônia de entrega aconteceu no Centro Administrativo e foi transmitida pelas redes sociais do município. Além do prefeito, participaram da cerimônia de entrega o diretor superintendente da empresa, Rodrigo Basílio, e o diretor de Mercado, Fábio Andrade, bem como o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues.

No último dia 2 de julho, por recomendação do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde atualizou e alinhou com a rede privada o Protocolo de Manejo de Pacientes Sintomáticos Respiratórios, Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave que prevê o uso dos três medicamentos.

Os comprimidos poderão ser retirados gratuitamente nas farmácias da Rede Municipal de Saúde mediante receita médica, mesmo que de instituição privada, e assinatura do termo de responsabilidade do paciente no caso de prescrição dos medicamentos pertinentes ao Protocolo. A estimativa é que a quantidade de medicamentos seja capaz de auxiliar no tratamento de até 12 mil pessoas.

Fonte: SECOM