Força-tarefa divulga balanço da fiscalização do comércio no feriado prolongado


A força-tarefa de fiscalização para cumprimento das determinações do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 divulgou nesta segunda-feira (15) o balanço do trabalho executado durante o feriado prolongado.  Ao todo, 801 denúncias chegaram por meio do WhatsApp da Prefeitura (99774-0616, opção 3 do menu) e verificadas pelos fiscais do Procon, Posturas (ligado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos) e agentes da Vigilância Sanitária, além do apoio da Polícia Militar.

Deste total, foram realizadas 232 orientações e fechamentos de estabelecimentos que descumpriam a determinação de apenas serviços classificados como essenciais abrirem ao público em feriados e fins de semana. Os fiscais fizeram ainda sete notificações, 65 autuações (multas), 27 interdições, duas apreensões de produtos e o encerramento de cinco festas. Ao todo, foram 59 horas de fiscalização feitas pelos fiscais do Procon.

De acordo com a deliberação publicada no Diário Oficial do Município, de 2 de junho, as atividades comerciais foram divididas em grupos. O comércio considerado como essencial pode exercer suas atividades sem restrições de dias e horários de atendimento. No segundo grupo estão os que podem abrir ao público de segunda a sexta, das 10h às 18h, não podendo atender em feriados e finais de semana. A terceira parte é composta por estabelecimentos que ainda possuem completa restrição de funcionamento.

De acordo com o superintendente do Procon, Egmar Ferraz, a fiscalização é uma ação essencial para evitar aglomerações e reduzir as transmissões do novo coronavírus na cidade. “Para tanto, é fundamental que a população apoie a força-tarefa, respeitando as determinações e fazendo as denúncias de situações irregulares. O objetivo do trabalho é garantir a segurança e a saúde da população durante o enfrentamento à covid-19”, afirmou.

Fonte: SECOM