Equipes da “Saúde” seguem com vacinação em profissionais que atuam nas feiras livres


Dando sequência à iniciativa de vacinação dos profissionais das feiras livres, nesta semana os profissionais da Secretaria de Saúde estarão em vários bairros da cidade, onde acontecem as feiras. A ação é uma espécie de varredura para certificar que os profissionais, que em muitos dos casos estão o dia todo no campo, estão com a vacinação em dia.

A partir desta quinta-feira (7), a vacinação ocorrerá nas feiras dos bairros Aclimação, Aparecida, Canaã, Dom Almir, Jardim Brasília, Luizote, Martins, Nossa Senhora das Graças, Santa Luzia, Santa Mônica e São Jorge. Ao todo, serão 524 barracas que receberão os profissionais de saúde.

O mutirão começou com a imunização na Central Estadual de Abastecimento (Ceasa), nos dias 29 e 30 de julho, onde 1.100 pessoas foram vacinadas. Depois, a ação foi voltada para os profissionais das feiras livres, com a vacinação nas feiras do Santa Mônica e Monsenhor Eduardo, onde 225 profissionais foram imunizados.

Podem-se vacinar contra a influenza os feirantes em qualquer idade. A vacinação que imuniza a população na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. O vírus da gripe provoca séries gravidades e, se não for tratada a tempo, pode levar à morte, principalmente nos grupos de alto risco.

Para o sarampo, a faixa etária permitida é de 20 a 49 anos.  As duas doenças são infecções virais altamente contagiosas e graves. São transmitidas por secreções como as gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. A forma mais eficaz de prevenção é a imunização.

 

Fonte: SECOM