Educação patrimonial é realizada com funcionários da obra do Museu Municipal


Em meio à rotina da obra de conservação do Museu Municipal, sediado no Palácio dos Leões, a tarde de terça-feira (29) foi um convite aos funcionários da empresa licitada Elismário Pereira Moreira conhecerem a história e arquitetura do prédio cartão-postal de Uberlândia. A obra foi iniciada em maio deste ano, e atende ainda o restauro do coreto, que completou 95 anos de história em 2020. O trabalho é realizado pela empresa e já totaliza 26% de conclusão.

Na palestra de educação patrimonial, conduzida pela diretora de memória e patrimônio da Secretaria Municipal de Cultura, Valéria Cavalcante, foram apresentados detalhes sobre a construção que guarda a originalidade do prédio, projetado por Cipriano Del Fávero e construído entre 1916 e 1917. A área, autorizada a partir de 1898 a ser edificada para ser a Câmara de Vereadores, passou a abrigar o Museu Municipal na década de 1990.

Orçada em R$ 305 mil, a obra de conservação já teve finalização de todas as esquadrias (portas e janelas). Atualmente, o trabalho está focado no restauro do piso de madeira e limpeza do telhado com lixamento e pintura do forro de madeira. Em seguida, será realizada a modernização do elevador e reparos elétricos e hidráulicos.

O projeto é acompanhado pelas secretarias municipais de Obras e Cultura, seguindo especificações do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Cultural de Uberlândia (Comphac).

 

Acervo e história

Em maioria, as peças do Museu foram adquiridas pela Prefeitura em 1984 da coleção de Argemiro Costa, funcionário do Funrural. O acervo é complementado através de doações da comunidade. Muitos dos itens ficam na Reserva Técnica, que será sediada no antigo prédio da Biblioteca Municipal Juscelino Kubitschek, na Rua 15 de novembro. No espaço são feitas pesquisas, análise, higienização, conservação e, quando necessário, reparo ou restauração.

Os itens do acervo são divididos em 11 categorias: Amostra e Fragmento, Armaria, Castigo, Comunicação, Interior, Lazer e Desporto, Objeto Cerimonial, Objeto Pecuniário (relativos ao dinheiro), Objeto Pessoal, Ofício e Trabalho, Transporte. No museu acontecem exposições de longa duração, contando a história da formação da cidade. O segundo piso abriga exposições temporárias e a exposição permanente da Câmara Municipal, referente ao período que a instituição funcionou no prédio.

 

Fonte: SECOM