Dmae instala tanques hidropneumáticos para ampliar segurança do Sistema Sucupira


O sistema de abastecimento Sucupira ganha reforço na segurança do bombeamento de água com a instalação de um dispositivo de proteção contra o golpe de aríete (retorno da água – fenômeno que consiste na dissipação da energia cinética quando o fluxo de água na tubulação é interrompido). Dois tanques hidropneumáticos com 11 metros de altura e 30 metros cúbicos cada estão em instalação e entram em operação na próxima semana.

O novo dispositivo regulariza as pressões na tubulação no momento da dissipação de energia, amortecendo o golpe de aríete e garantindo a integridade dos equipamentos que fazem o bombeamento da água tratada e da própria tubulação que abastece diretamente os reservatórios Alvorada e Custódio Pereira.

Atualmente, um dos dispositivos responsáveis por atenuar o golpe de aríete é uma turbina hidráulica que utiliza a água do rio para seu funcionamento. Com a instalação dos reservatórios hidropneumáticos, este equipamento poderá ser desligado na época de estiagem, contribuindo para a segurança hídrica do manancial que abastece o Sistema Sucupira.

 

Bombas anfíbias

Outra melhoria que está sendo implantada no Sistema Sucupira é a instalação de três motobombas anfíbias, com capacidade de bombeamento de 2 mil litros por segundo. Elas vão substituir o sistema elétrico existente, aprimorando a captação e ganhando eficiência, uma vez que os novos equipamentos têm, com a mesma potência, o dobro da capacidade de bombeamento. O conjunto é composto de uma bomba de 250cv com capacidade de bombeamento de 1 mil l/s e duas bombas de 150cv com capacidade de bombear 500 l/s.

 

Sucupira

A Estação de Tratamento de Água Renato de Freitas, conhecida como Sucupira, foi inaugurada em agosto de 1970 e leva o nome da cachoeira localizada ao lado da estação. Praticamente metade dos bairros de Uberlândia são abastecidos por esta unidade, cuja capacidade de vazão é de 1,4 mil litros por segundo.

 

Fonte: SECOM