Home / Notícias / Dmae inicia cadastro para emissão da conta de água em braile

Dmae inicia cadastro para emissão da conta de água em braile


O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) inicia, a partir da próxima segunda-feira (21), o cadastro dos interessados em receber a fatura de água em braile. Os deficientes visuais que necessitarem do novo formato de escrita devem procurar a Plataforma de Atendimento da autarquia. As contas começam a ser emitidas assim que os primeiros cadastros forem realizados.

O projeto oferece acessibilidade às pessoas com deficiência visual, seja para cegos ou quem tem baixa visão, além de garantir os direitos de informação nos boletos expedidos pelo órgão da administração indireta. As contas vão seguir a mesma data de vencimento anterior e o cadastro terá validade por um ano (passando este período, é preciso recadastrar).

No momento do cadastro, é imprescindível a apresentação de laudo médico que declara a deficiência visual, autodeclaração de alfabetização em braile, documentos pessoais, fatura atualizada do Dmae e contrato de locação do imóvel (se necessário).

Segundo o vice-presidente da Associação dos Deficientes Visuais de Uberlândia (Adeviudi), Roberto Carlos Pinto, a disponibilização do serviço em braile pode ser considerado um marco para as pessoas cegas ou com baixa visão. “A escrita especial e as tecnologias assistivas são essenciais para a inclusão e dignidade humana de pessoas com deficiência visual. A iniciativa do Dmae é uma conquista para nós. Poderemos nos cadastrar e assim teremos mais autonomia para ler a nossa fatura sem depender de terceiros”, ressaltou.

Para tratar dos detalhes do novo projeto, o Dmae se reuniu com os responsáveis pela Adeviudi. Também já afixou cartazes de avisos do serviço nas quatro associações de deficientes visuais da cidade. Para mais informações, a autarquia está à disposição pelo Fone Fácil 115.

 

Serviço
O que é:
 cadastro de deficientes visuais para receber a conta de água em braile
Quando: a partir do dia 21 de dezembro
Como fazer: Plataforma de Atendimento do Dmae (avenida Rondon Pacheco, 6.400, Tibery).
Documentos necessários:

– Laudo médico que declara a deficiência visual
– Autodeclaração de alfabetização em braile
– Documentos pessoais (cópias)
– Fatura atualizada do Dmae (cópia)
– Contrato de locação do imóvel (se necessário)

 

Fonte: SECOM


Publicado em: 16/12/20
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

    • Acompanhe