Home / Notícias / Defesa Civil e órgãos parceiros reforçam ações no período chuvoso durante reunião do PEP

Defesa Civil e órgãos parceiros reforçam ações no período chuvoso durante reunião do PEP


Representantes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município de Uberlândia (Compdec) e órgãos parceiros do Plano de Emergência Pluviométrica (PEP) se reuniram nesta sexta-feira (14) para revisar as ações realizadas nos últimos dias, devido às chuvas que atingiram Uberlândia. A reunião foi feita de forma remota e reforçou o alinhamento de ações nos momentos de prevenção, intervenção e assistência.

Vários itens foram apontados durante a reunião, como as orientações passadas para a população e monitoração do volume da água em represas próximas à cidade. Também foram revistos os pontos críticos em casos de chuva, entre eles, trechos da avenida João Naves de Ávila e locais próximos ao Camaru.

 

PEP e suas fases

O PEP é um plano de contingência da Compdec previamente elaborado e que registra o planejamento para orientar as ações de preparação e resposta a um determinado cenário de risco. Neste plano, são nivelados os procedimentos operacionais com foco no período chuvoso, identificando as ações necessárias para que o evento impacte o mínimo possível a população, atribuindo as responsabilidades de cada pessoa, grupo ou organização, bem como as prioridades e as medidas iniciais a serem tomadas e a forma como os recursos logísticos e humanos serão empregados.

O PEP congrega órgãos como a Prefeitura de Uberlândia, 36º Batalhão de Infantaria Mecanizado (36º BIMec), Polícia Rodoviária Federal, 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, 9ª Região da Polícia Militar (9ª RPM) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

 

– Verde – Fase preparativa – Normalidade

Compreende ações administrativas que o Município de Uberlândia vem adotando ou adotou para evitar os desastres decorrentes das precipitações pluviométricas previstas para esta estação.

 

– Amarela – Fase preparativa – Risco moderado

Compreende as ações e articulação em rede, envolvendo os órgãos municipais, estaduais e federais, e demais órgãos e entidades que possam intervir em possíveis desastres, no estabelecimento de planos estratégicos os para atuação integrada.

 

– Laranja – Fase preparativa – Risco alto

Compreende ações de estado de alerta dos órgãos para que estejam aptos a se deslocar para os locais de risco para promover a interdição, bloqueio das vias de acesso as áreas de risco.

 

– Vermelha – Fase de resposta/socorro – Risco muito alto

É a fase de intervenção dos órgãos integrados de defesa social ante o evento ou ameaça de desastre de chuvas, tempestades, temporais ou inundações/alagamentos.

 

– Branca – Fase recuperativa – reestabelecimento da normalidade

Compreende as ações e providências subsequentes ao desastre que serão adotadas pelo

Município, visando dar respostas de amparo e acolhimento à comunidade, bem como promover a reconstrução de áreas afetadas.

 

Cuidados recomendados pela Defesa Civil para o período chuvoso

A Defesa Civil orienta a população a tomar alguns cuidados em dias de chuva para evitar transtornos. Os motoristas devem evitar trafegar pelas regiões mais baixas da cidade, principalmente nas avenidas Rondon Pacheco e Professora Minervina Cândida de Oliveira. Em dias nublados, não é indicado deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas. Evitar ficar próximo a redes elétricas quando houver tempestades com raios e trovões também é outra dica da Defesa Civil.

 

Em caso de perigo chame

Defesa Civil: 199

Corpo de Bombeiros: 193

Polícia Militar: 190

 

Antes das chuvas:

– Fazer manutenção nos telhados, desobstruir os canos das lajes, limpar as calhas, conferir se as telhas estão pregadas;

– Não jogar lixo ou entulho em bueiros, quintais e ruas. Sempre colocar os sacos de lixo nas lixeiras, evitar deixá-los diretos na calçada.

– Reforçar muros e paredes que tenham perigo de cair;

– Fazer revisões nas instalações elétricas;

– Desligar os aparelhos elétricos, quando perceber chuvas fortes acompanhadas de raios;

– Colocar móveis e outros pertences em lugares altos, caso sua moradia esteja localizada em locais sujeitos a alagamento;

– Acompanhar os boletins de avisos e alertas dos Institutos de Meteorologia pela internet ou pelos órgãos da imprensa.

 

Durante as chuvas

– Manter-se atento aos níveis das águas;

– Manter portas e janelas da casa fechadas para evitar entrada de ventos fortes e animais;

– Não se proteger embaixo de árvores, pois elas atraem raios e, se houver granizo, é aconselhável que se abrigar em lugares seguros, com boas coberturas;

– Não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos;
– Não se arriscar em atravessar à pé ou com veículos em ruas e pontes alagadas ou com enxurradas;
– Se a casa estiver em risco de alagamento ou desabamento, chamar imediatamente a Defesa Civil  e  o Corpo de Bombeiros;

– Em caso de alagamento é recomendado evitar contato com as águas, pois além da contaminação que pode causar graves doenças, há também o risco de choque elétrico.

 

Depois das chuvas

– Verificar as instalações elétricas antes de ligá-las;

– Fazer revisões de possíveis danos em moradias (paredes, telhados, etc.);

– Ter cuidado com animais (aranhas, cobras e ratos em casa);

– Verificar se houve obstrução de ralos, bueiros e calhas.

 

Orientações aos motoristas

– Evitar trafegar em vias alagadas, procure sempre rotas alternativas ou aguarde a chuva passar em lugar seguro;

– Em dias nublados, evitar deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas;

– Não estacionar veículos em regiões íngremes e próximas a postes durante as chuvas;

– Durante a incidência de raios, a melhor proteção é permanecer no interior do veículo;

– Checar o bom estado dos limpadores, das borrachas das paletas e do motor dos limpadores;

– Certificar-se que o desembaçador está funcionando corretamente;

– Ligar as luzes durante uma chuva intensa (mesmo que seja dia claro) para que outros motoristas vejam o veículo.

 

– Acesse mais informações sobre o PEP.

 

Fonte: SECOM


Publicado em: 14/01/22
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

    • Acompanhe