Home / Notícias / Campanhas de Multivacinação, Poliomielite e Sarampo são prorrogadas até novembro

Campanhas de Multivacinação, Poliomielite e Sarampo são prorrogadas até novembro


Com o risco do surgimento das doenças já controladas ou até mesmo eliminadas, ter uma coberta vacinal satisfatória é fundamental para garantir a saúde da comunidade. Por isso, as Campanhas de Multivacinação, Poliomielite e Sarampo foram prorrogadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) até 20 de novembro.

A Prefeitura de Uberlândia tem à disposição 74 salas de vacinas, com horários diferenciados, para melhor atender a comunidade. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira. Nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) o funcionamento é das 7h30 às 16h30. Já nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), o atendimento acontece das 7h30 às 18h. Nas Unidades de Atendimento Integrado (UAI), o horário é das 8h às 20h.

A meta da Campanha de Multivacinação é verificar os cartões de vacina de 130 mil crianças e adolescentes (de 0 a 14 anos) para certificar se estão em dia ou precisam receber alguma dose. Deste público, 33 mil crianças (de 1 a menor de 5 anos) fazem parte da Campanha Nacional contra a Poliomielite e devem receber uma dose de reforço, mesmo se a caderneta estiver em dia.  Até o momento, foram aplicadas 16.200 doses, que representam aproximadamente 48% da meta estabelecida.

Também foi prorrogada a Campanha Nacional Indiscriminada contra o Sarampo. O público-alvo para receber a dose de reforço da tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, são pessoas com idade entre 20 e 49 anos. Mais de 300 mil deve receber a dose, mas apenas 20% foram vacinados.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização, Cláubia Oliveira, os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde continuarão com as estratégias para conscientizar a população e facilitar o acesso à vacinação.

“A vacinação é a melhor forma de prevenção dessas doenças que ainda existem. As equipes estão engajadas a fim de levar informação, fazer a busca ativa e disponibilizar a vacina em pontos estratégicos nos bairros, como praças, farmácias e supermercados. Não tem desculpa para não colocar o cartão em dia e ficar protegido. Entendemos a situação da pandemia, mas não podemos esquecer que existem outras doenças que ainda circulam no nosso país”,  ressaltou.

 

Fonte: SECOM


Publicado em: 30/10/20
Subir

Fique por dentro

de tudo o que fazemos pela cidade.

  • Acompanhe