Avança a montagem do Sistema de lavagem dos filtros da ETA Capim Branco


O sistema de retrolavagem dos filtros, responsáveis pelo tratamento de água da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Sistema Capim Branco, está em fase final de montagem. A lavagem é realizada a cada 48 horas e garante o bom funcionamento dos filtros que ocupam uma área de 1 mil m². A filtragem é uma das etapas essenciais do circuito de produção de água potável. O sistema Capim Branco, sob responsabilidade do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), entra em pré-operação em outubro.

O processo consta de duas etapas, na primeira dois sopradores de ar fazem o deslocamento das partículas residuais para, em seguida, as bombas centrífugas, com vazão de 320 litros por segundo, fazerem a remoção em fluxo reverso.

A água residual da lavagem dos filtros é direcionada para a Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR). De acordo com a diretoria técnica do Dmae, esse sistema de retrolavagem é inovador, uma vez que se faz a limpeza e reduz o acúmulo de detritos na área de filtração. Nas duas outras estações de tratamento do Dmae, a lavagem dos filtros acontece manualmente.

 

Capim Branco

O sistema Capim Branco, localizado na região da Tenda do Moreno, começou a ser idealizado em 1995, sendo retomado e financiado em 2012. O investimento da primeira etapa é estimado em aproximadamente R$ 336 milhões, financiados e repassados em parcelas pela Caixa conforme o andamento dos trabalhos.

 

Fonte: SECOM