Aplicativo ‘Udi sem Dengue’ contribui para o combate ao Aedes


População pode enviar fotos e mensagens alertando as equipes sobre possíveis criadouros
do mosquito

Lançado no fim do ano passado pelo prefeito Odelmo Leão, o aplicativo “Udi sem Dengue” segue disponível para download na loja da Google Play. A ferramenta é um novo aliado da população no combate ao mosquito Aedes Aegypti, pois permite uma interação direta com a equipe do Programa de Controle da Dengue, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Por meio do aplicativo, a população pode enviar fotos, vídeos e mensagens de texto ou voz alertando as equipes sobre possíveis criadouros do mosquito. Segundo coordenador do Programa de Controle da Dengue, José Humberto Arruda, o aplicativo é inovador, pois é em formato colaborativo.

“Neste conceito de colaboração, a comunidade torna-se uma agente de saúde. Após o cadastro por meio do CPF, cada morador poderá fazer solicitações, tanto em área residencial quanto pública. A ajuda da população sempre foi fundamental para nós, seja abrindo a porta da sua casa para nossa equipe nas visitas domiciliares ou entrando em contato com a gente por telefone. Com o aplicativo, essa comunicação será mais rápida e eficaz. Temos uma equipe própria que filtrará as demandas e direcionará para o setor responsável de acordo com cada situação”, ressaltou.

Além do canal direto com a população, o “Udi sem Dengue” também auxiliará os agentes no combate ao mosquito, já que o aplicativo funcionará como um gerenciador das ações, monitorando em tempo real as mais de 900 ovitrampas (armadilhas que permitem o rastreamento do mosquito) distribuídas na cidade, bem como as piscinas e reservatórios cadastrados para a inserção do peixe lebiste.

Veja como usar o  app:

Primeiro uso

  • Acesse a Play Store (Android) e baixe o app “Udi sem Dengue”
  • Abra o app e insira seu CPF
  • Complete o cadastro com seus dados
  • Clique em “Cadastrar Usuário”.
  • Um código será enviado via mensagem de texto para verificação do cadastro.

Como funciona

Depois de logar, o usuário tem acesso a uma tela com seis ícones: Informações, Solicitações, Casos de Suspeita de Dengue, Zoonoses, Notícias e Fale Conosco.

– Informações
Neste ícone, o usuário terá mais informações sobre o mosquito Aedes Aegypti, que transmite Dengue, Chukungunya, Zika Vírus e a Febre Amarela. Também tem explicação de cada uma destas doenças e como diferenciar os sintomas delas.

– Solicitações

Aqui, a população poderá solicitar a visita de um agente do Programa de Controle da Dengue. É necessário inserir o endereço do local e tipo de imóvel (residencial ou comercial). O usuário deve informar também se é recolhimento de objetos ou uma vistoria. Neste ícone será possível ainda enviar uma foto, vídeo ou mensagem de voz.  Após o cadastramento da solicitação, será gerada uma Ordem de Serviço (OS), que ficará registrada no aplicativo. Assim, o usuário poderá consultar o andamento da solicitação.

– Casos de Suspeita de Dengue

Ao clicar neste ícone, o usuário poderá comunicar ao CCZ sobre casos suspeitos das doenças transmitidas pelo mosquito. Ao selecionar este tópico, o usuário deverá responder algumas perguntas, como local de trabalho/estudo da pessoa que está com suspeita da doença. Assim, o CCZ terá uma base de dados destes casos suspeitos para direcionar as ações de bloqueio.

– Zoonoses

Além do Programa de Controle da Dengue, o CCZ realiza diversas ações de prevenção que garantem mais proteção à comunidade. Ao acessar esta seção, o usuário ficará por dentro dos programas de Controle de Roedores, de Animais Peçonhentos, Controle da Raiva e Leishmaniose, entre outros.

– Fale Conosco

Aqui, o usuário poderá entrar em contato pelo CCZ via contato telefônico ou por mensagem de textos.

Pronto! Agora você tem mais um meio de ajudar a eliminar o mosquito Aedes aegypti